terça-feira, 25 de novembro de 2014

Pipoca, uma boa pedida!

Em matéria de lanches rápidos, a boa e velha pipoca apresenta uma série de benefícios. Para começar, a pipoca é rica em fibras, e isto, além de ajudar no funcionamento do intestino e na saciedade, também ajuda a diminuir o risco de problemas no coração e nos vasos sanguíneos. Outra vantagem: a parte branca da pipoca é formada por um tipo de carboidrato chamado de amido resistente. Este tipo de amido é de difícil digestão, o que faz da pipoca um alimento de baixo índice glicêmico, ou seja, que eleva lentamente os níveis de glicose (açúcar) no sangue, podendo ser consumida sem maiores preocupações por pacientes diabéticos. Além disso, estudos demonstram que a pipoca concentra uma série de substâncias antioxidantes que ajudam a combater o envelhecimento celular e a fortalecer o sistema imunológico. Mas atenção! As versões para microondas costumam ter muito sal e gordura. Logo, a dica é preparar sua pipoca à moda antiga, na panela mesmo, com um fiozinho de óleo. Cuidado também para não abusar na quantidade, já que 100 gramas de pipoca têm quase 400 calorias!


Dr. Mateus Dornelles Severo
Médico Endocrinologista
Mestre em Endocrinologia
CREMERS 30.576

Nenhum comentário:

Postar um comentário