terça-feira, 13 de janeiro de 2015

A ecografia na avaliação dos nódulos de tireoide

A ecografia ou ultrassonografia é um dos exames mais importantes na avaliação dos nódulos de tireoide. Através deste exame de imagem, informações sobre a natureza dos caroços de tireoide podem ser observadas, como tamanho, contornos e vascularização. Abaixo seguem duas listas de achados ecográficos que se associam a um risco maior e menor de câncer, respectivamente.

Achados ecográficos associados a um maior risco de câncer:
1- nódulo hipoecoico
2- presença de microcalcificações
3- vascularização no centro do nódulo
4- margens irregulares
5- halo incompleto
6- nódulo mais "alto" do que "largo"
7- crescimento documentado em pelo menos 2 exames

Achados ecográficos associados a um menor risco de câncer:
1- nódulo hiperecoico
2- calcificações grosseiras
3- vascularização na periferia do nódulo
4- aspecto espongiforme
5- sombra acústica em cauda de cometa

Observação: nenhum desses achados isolados ou em conjunto é capaz de determinar se um nódulo é maligno ou benigno. A ecografia serve para respaldar a decisão de ser investigar mais ou menos profundamente um nódulo de tireoide.
Adaptado de UpToDate OnLine


Dr. Mateus Dornelles Severo
Médico Endocrinologista
Mestre em Endocrinologia
CREMERS 30.576

Nenhum comentário:

Postar um comentário