terça-feira, 14 de outubro de 2014

Ovos aparentemente não fazem mal a pacientes diabéticos

O ovo frequentemente passa de mocinho a vilão e vice-versa. Estudos populacionais não associam o consumo de ovos a problemas cardiovasculares. Contudo, ainda existe debate sobre o que seria melhor para o paciente diabético. Nos Estados Unidos, existe a recomendação de que o paciente diabético do tipo 2 não deva ultrapassar a cota de 4 ovos por semana. No entanto, esta recomendação não é embasada por estudos de boa qualidade.
No último Encontro da Associação Europeia para o Estudo do Diabetes, em Viena/2014, foi apresentado um trabalho que comparou uma dieta rica com uma pobre em ovos em pacientes diabéticos ou com pré-diabetes. Cento e quarenta pacientes foram divididos em 2 grupos: o primeiro grupo deveria comer no máximo 2 ovos por semana e o segundo grupo deveria comer 2 ovos por dia no café da manhã. Ao final de 3 meses, não houve diferenças significativas entre os grupos em parâmetros metabólicos como glicose (açúcar no sangue), colesterol e triglicerídeos. Um achado interessante foi a tendência de melhores níveis de HDL (colesterol bom) entre participantes que consumiram mais ovos.
Como trata-se de um estudo pequeno e de curta duração, estes dados ainda precisam ser confirmados em populações maiores. Mas ao que parece, o consumo moderado de ovos provavelmente não prejudica os pacientes diabéticos.
Fonte: Medscape


Dr. Mateus Dornelles Severo
Médico Endocrinologista
Mestre em Endocrinologia
CREMERS 30.576

Nenhum comentário:

Postar um comentário